Aplicativo delivery indenizará condomínio por furto de entregador

Publicado em 3 de fevereiro de 2020 às 10:31

Segurança e praticidade são os itens mais procurados por quem vive em condomínio. E estes itens também são utilizados na rotina das pessoas que, cada vez mais, consumem produtos e serviços dos aplicativos de entrega. Mas receber entregas em condomínio pode fragilizar a segurança do prédio. Por isso, a 42ª Vara Cível da Comarca da Capital condenou empresa de entregas de comida por aplicativo e um restaurante a indenizar condomínio por furto ocorrido em suas dependências. O valor da indenização foi fixado em R$ 1,7 mil por danos materiais.

Segundo consta dos autos, uma pessoa que trabalhava no condomínio pediu refeição para o restaurante por meio de aplicativo. O entregador do serviço virtual, ao entrar no condomínio, furtou um capacete de motociclista.

Para o juiz André Augusto Salvador Bezerra, a responsabilidade do empregador sobre seus empregados, prevista em lei, é perfeitamente aplicável ao caso.

“Não pode o Estado Juiz acolher uma tese jurídica que coloca uma empresa em situação que poderia ser definida como a melhor dos mundos: não se responsabilizar perante seus entregadores que cumprem corretamente suas funções em condições urbanas adversas, sob jornadas de trabalho ilimitadas e desprovidos de qualquer seguro empregatício contra infortúnios e, da mesma maneira, não se responsabilizar pelos atos de eventuais entregadores que não cumprem suas funções, causando danos a terceiros, como sucedido com a autora”, escreveu o juiz em sua sentença.

O magistrado ressaltou, ainda, que o restaurante deve arcar solidariamente com a indenização. Cabe recurso da decisão.

Compartilhe essa notícia
Leia também
Conheça algumas orientações para administradoras de condomínios
Água de carro-pipa em condomínio é ilegal
Especialista sugere fechar todas áreas comuns dos condomínios
Condomínio: assembleia digital é a medida preventiva mais segura
STJ: Condomínio não sofre danos morais
Carnaval em condomínio: proibição x permissão de locação temporária
STJ reforça entendimento sobre bem penhorado por dívida condominial
Mudas de ipê garantem futuro florido em condomínio popular
Queda de elevador mata quatro pessoas
Condomínio não pode impedir circulação de cães com guia e coleira