Caixa: mais de 100 mil pedidos de pausa no contrato habitacional

Publicado em 24 de março de 2020 às 21:50

A possibilidade de pausa por até 60 dias para contratos de pessoa física e jurídica de contratos habitacionais é parte do pacote de medidas da Caixa Econômica Federal, que já registrou mais de 100 mil solicitações desde o anúncio na última quinta-feira (19). A ação foi criada pela instituição financeira com o objetivo de reduzir os impactos frente ao cenário de queda no índice de produtividade e diminuição da atividade econômica causados pelas ações de contenção e temor à propagação do vírus COVID-19.

O banco ainda avalia internamente a viabilidade de ampliação do prazo para até três meses. “A Caixa é um banco líquido, é o banco do povo brasileiro. Espero que a gente consiga atravessar esse período sem tantos problemas”, declarou vice-presidente do banco público, Jair Mahl durante vídeoconferência organizada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

De acordo com as regras da Caixa, para contratos habitacionais de pessoa física, os clientes poderão solicitar a pausa estendida de até duas prestações pelo APP Habitação CAIXA, sem a  necessidade de comparecimento às agências. A possibilidade de pausa também se estende a empresas do setor de habitação, que solicitar pausa estendida de até duas prestações em seus contratos habitacionais.

 

 

Compartilhe essa notícia
Leia também
Aluguel: veja orientação em época de pandemia
Água de carro-pipa em condomínio é ilegal
MP estabelece regras para relações trabalhistas
Condomínio: assembleia digital é a medida preventiva mais segura
STJ: Condomínio não sofre danos morais