CDHU abre inscrições para sorteio de casas em cidades de São Paulo

Publicado em 18 de dezembro de 2019 às 10:12

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) está com inscrições abertas para o sorteio de moradias em cinco cidades paulistas. O processo será por meio de aplicativo de celular ou pela Internet no site da CDHU. As inscrições poderão ser efetuadas até a próxima segunda-feira (23). Cada cidade tem um horário limite de aceite de inscrições.

O interessado em concorrer a um dos imóveis deverá acessar o site da CDHU (cdhu.sp.gov.br) e clicar no banner das inscrições. Em seguida, deve escolher o empreendimento de acordo com a cidade em que vive. O candidato precisa prestar bem atenção, pois só poderá se inscrever no empreendimento do município em que mora ou trabalha.

Será válida somente uma inscrição por família. Aqueles que participaram de outros sorteios da CDHU no município e não foram contemplados agora podem fazer nova inscrição pelo aplicativo de celular ou pela internet. O sorteio público definirá os titulares e os suplentes para aquisição das moradias.

As cidades com inscrições abertas são:

Pardinho
São 151 moradias, no empreendimento Pardinho D. O conjunto está sendo edificado próximo a Estrada Municipal Antonio Favorito. Inscrições até as 10h do dia 23.

Piedade
São 127 casas, no empreendimento Piedade E. O conjunto está sendo edificado na Rua Capitão Mores. Inscrições até as 10h do dia 23.

Estrela d’Oeste
São 116 moradias, no empreendimento Estrela d’Oeste I. O conjunto está sendo edificado no prolongamento da rua Minas Gerais. Inscrições até as 8h15 do dia 23.

Lucianópolis
São 52 casas, no empreendimento Lucianópolis D. O conjunto está sendo edificado no prolongamento da rua Santa Luzia. Inscrições até as 9h30 do dia 23.

Marinópolis
São 39 unidades, no empreendimento Marinópolis D. O conjunto está sendo edificado nos prolongamentos da Avenida Marechal Castelo Branco e Rua Goiás. Inscrições até as 9h do dia 23.

Inscrições e regras

Quem for realizar a inscrição via celular deve inserir o número de celular e será redirecionado para instalar o aplicativo, que é gratuito e está disponível para Android e Iphone. Uma vez instalado, o interessado será incluído no grupo da CDHU e poderá efetivar a inscrição.

Para aqueles que preferirem fazer a inscrição no próprio site, basta clicar em “Prefiro inscrever-me pelo site”, ao invés de incluir o número do celular, e preencher o formulário. Ao concluir o processo, os candidatos receberão o número da inscrição pelo app e também por e-mail.

Do total de casas por empreendimento, 7% serão destinadas a pessoas com deficiência, 5% a idosos e 4% a policiais ou agentes penitenciários. As demais unidades serão sorteadas entre a população em geral inscrita, após calculadas e subtraídas as unidades destinadas a pessoas que moram sozinhas (3% dos inscritos como indivíduos sós, limitado a 3% do número de moradias).

Para concorrer aos imóveis, o interessado deve morar ou trabalhar no município há pelo menos 5 anos, ter renda familiar de um a dez salários mínimos, não ser proprietário de imóvel, não possuir financiamento habitacional e não ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais. Policiais devem trabalhar na cidade e idosos devem comprovar idade mínima de 60 anos.

As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, distribuídos em 49 metros quadrados de área útil. O prazo de financiamento dos imóveis será de até 30 anos e as prestações receberão subsídio do Governo do Estado, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Assim, famílias que ganham entre um e três salários mínimos pagarão o equivalente a 15% dos rendimentos.

Compartilhe essa notícia
Leia também
Fecomércio-DF orienta consumidores a apoiar as empresas da cidade
Pagamento de tarifa de esgoto faz parte da manutenção dos sistemas
Cidades do Nordeste são as mais procuradas para viajar em 2020
Ribeirão Preto vai indenizar morador por desvalorização de imóvel
Corinthians pode resolver problema de preservação ambiental em audiência
Sete capitais reajustam valor da tarifa de transporte público
Cidades em SC cobram taxa para turistas
IPTU fica mais caro em várias cidades do país
Bairro tem autorização de ligação elétrica regular negada pela Justiça
Nova licença ambiental de Curitiba amplia geração de energia limpa