OLX Brasil anuncia compra do Grupo Zap

Publicado em 4 de março de 2020 às 12:06

O OLX Brasil anunciou a intenção de compra do Grupo Zap. O negócio vai envolver quase R$ 3 milhões para a aquisição de 100% das ações da startup. O acordo ainda não foi firmada e espera a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“A OLX Brasil e o Grupo Zap, atualmente entre os players mais relevantes em classificados online de imóveis no Brasil, são plataformas altamente complementares. A aquisição, portanto, oferecerá uma ótima oportunidade de sinergias e criação de valor”, ”, informou em comunicado a Adevinta, uma das controladoras da plataforma de OLX Brasil.

Se o acordo for aprovado, as duas empresas juntas totalizam mais de 12 milhões de classificados de imóveis com uma carteira de 40 mil parceiros imobiliários em todo o país. Até a aprovação, as plataformas seguem seu funcionamento normal de forma independente.

“Estamos na vanguarda para que a cadeia de valor de imóveis seja mais digital. Com a transação, vamos tornar os processos de compra, venda e aluguel de imóveis mais seguros, simples e eficientes”, entende Andries Oudshoorn, presidente executivo da OLX no Brasil.

A queda na taxa de juros e o potencial de crescimento do mercado imobiliário brasileiro foram motivações despertar o interesse do OLX Brasil em aumentar suas posições no mercado nacional.

“Já temos uma forte presença no mercado imobiliário online na Europa, África do Sul e outros países latino americanos, e estamos ansiosos para explorar novas oportunidades de crescimento no Brasil”, disse Martin Scheepbouwe, CEO do OLX Group, no documento a investidores.

Fundada em 2006 na Argentina por Fabrice Grinda e Alejandro Oxenford, a OLX hoje é controlado pelo Prosus, grupo com sede em Amsterdã, na Holanda e pela sul-africana Naspers. Em todo o mundo, a OLX tem mais de 20 marcas diferentes e cerca de 300 milhões de usuários. Aquil, a OLX Brasil é uma joint venture entre o Prosus e a Adevinta, da norueguesa Schibsted.

Já o Grupo Zap é o resultado da fusão entre o Zap Imóveis e o Viva Real, dois serviços de classificados de imóveis brasileiros – fundado em 2000, com participação do jornal O Estado de S. Paulo e do Grupo Globo, o Zap Imóveis hoje é controlado indiretamente por acionistas da Globo. O Estado vendeu sua participação no negócio em 2012.

 

Com informações do Estadão

Compartilhe essa notícia
Leia também
Aluguel: veja orientação em época de pandemia
Caixa: mais de 100 mil pedidos de pausa no contrato habitacional
MP estabelece regras para relações trabalhistas
Medidas econômicas para reduzir impactos do Covid 19 nas empresas
CNN estreia no Brasil com promessa de jornalismo independente
Mulher na Construção Civil cresce 120% nos últimos 12 anos
Construção civil: crescimento e seu impacto no PIB
92º ENIC será realizado em espaço versátil com localização estratégica
Cresce população ocupada na construção civil no trimestre
Summit Imobiliário de 2020: inscrições abertas