Construção treina para caça ao Aedes Aegypti

Publicado em 31 de outubro de 2019 às 10:47

Para contribuir com a redução dos índices das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, como a dengue, febre amarela, febre chikungunya e o vírus zika, o Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Seconci Goiás) realiza no dia 1º de novembro, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia e de Aparecida de Goiânia, treinamento teórico e prático para formação e qualificação dos ‘Caçadores de Aedes’. O objetivo é combater a proliferação do mosquito nos canteiros de obras espalhados nas duas cidades. A iniciativa integra o Projeto ‘Seconci Contra o Aedes Aegypti’, que é realizado durante todo o ano, mas ganha reforço no período chuvoso.

Somente neste ano, até o mês de setembro, foram notificados 30.993 casos de dengue, em pessoas residentes no município de Goiânia, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), sendo que ainda não chegou o período mais crítico em função das chuvas dos últimos meses do ano.

Em 2018, o total de casos registrados somaram 32.342 e com os números já registrado este ano, a perspectiva é de que esse número será maior em 2019.

“Nosso período chuvoso é peculiar, pois vem junto a temperaturas elevadas e essa é uma combinação que estimula a proliferação dos focos do Aedes Aegypti, mosquito transmissor, não só da dengue, mas de outras três graves doenças, por isso estamos reforçando o trabalho que realizamos continuamente nas obras”, destaca o engenheiro e presidente do Seconci Goiás, Célio Eustáquio de Moura.

A capacitação dos trabalhadores de empresas associadas ao Seconci Goiás será realizada em duas fases. Primeiro a teórica, que ocorrerá às 8h, no auditório da instituição que fica no Jardim América, em Goiânia. Esse momento contará com palestras ministradas pela superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim, pela bióloga Ducicleide Rodrigues da Silva e pelo coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental da Diretoria de Epidemiologia e Saúde Ambiental e Vigilância Sanitária de Aparecida de Goiânia, Iron Pereira de Sousa.

No período vespertino, a partir das 13h30, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde e do Seconci Goiás se deslocará para um canteiro de obras no Jardim Atlântico, onde realizará a parte prática do treinamento e contará com as presenças do gerente de controle de vetores Fernando do Nascimento e agentes de combate à endemias de Goiânia.

Na mesma tarde, cerca de 200 empresas associadas ao Seconci-GO também receberão o treinamento prático em suas obras, ministrado pelos agentes de combate às endemias que realizarão visitas às obras.

A assistente social do Seconci-GO, Joicy Lopes, coordenadora do Projeto ‘Seconci Contra o Aedes Aegypti’, destaca que a iniciativa tem impacto direto na saúde do trabalhador e na população em geral.

“O objetivo é capacitar os ‘Caçadores de Aedes’ para que tenham um olhar clínico na identificação de possíveis criadouros e locais com focos”, afirma. Ela acrescenta que a ação ultrapassa as fronteiras dos canteiros de obras, pois os ‘Caçadores’ também se tornam multiplicadores das informações nas obras, na região circunvizinha, no ambiente familiar e comunidade em que vivem.

Devem participar da ação cerca de 80 profissionais de empresas de construção civil associadas ao Seconci-GO, de forma gratuita. A assistente social lembra que o Seconci também desenvolve outras atividades no combate ao Aedes como ação de orientações para os usuários em sua sede, palestras nos canteiros de obras e acompanhamento de cada empresa/obra inscrita, envolvendo vistorias nos canteiros, monitoramento da eliminação de criadouros e/ou focos encontrados, das soluções implantadas para o extermínio e mensuração dos resultados alcançados no combate.

Compartilhe essa notícia
Leia também
Grupo lança empreendimento industrial em Goiás
Construtoras descobrem o mercado de locação
Você conhece a proposta de modificações na Lei do Inquilinato?
Imóveis de Lula seguem bloqueados pela Justiça
Atrasados do Minha Casa Minha Vida somam R$ 500 milhões
Crédito imobiliário em setembro: o maior dos últimos 53 meses
Airbnb é condenado a indenizar hospede
STJ permite penhora de bem de família para pagar dívida na construção civil
Zampieri Imóveis realiza ação social de combate ao AVC
Prédio desaba em Fortaleza e deixa mortos