Você sabe qual o tamanho ideal da TV para cada espaço?

Publicado em 9 de dezembro de 2019 às 11:06

Se os apartamentos novos de São Paulo estão cada vez menores, o tamanho das telas de televisão só cresce. Para acomodar os aparelhos sem atrapalhar a circulação, as soluções incluem painel giratório, suporte até o teto ou móveis que funcionam como esconderijo.

A arquiteta Guta Louro usou um painel giratório de madeira laqueada para encaixar a televisão de 50 polegadas na rotina do morador e na planta do estúdio de 36 metros quadrados. O móvel é usado para separar quarto e sala, que compartilham o aparelho.

Na parte inferior, fica um nicho para o decodificador de sinal e outros eletrônicos. Como esses equipamentos demandam uma profundidade maior que a do painel, de 21 centímetros, a arquiteta disfarçou o volume extra criando um banco em um dos lados.

Um cano escondido entre as faces da divisória prende o conjunto no teto e no chão e possibilita que a estrutura gire 180 graus.

Para quem quer algo mais discreto, um suporte vertical de inox pode resolver, como na sala com aparador projetada pelo arquiteto Marcelo Rosset. Além de sustentar o televisor, o suporte serve como duto para esconder os fios, inclusive do home theater.

As caixas acústicas frontais ficaram no aparador, e as traseiras foram embutidas no forro de gesso. O subwoofer, responsável pelos sons graves, fica apoiado diretamente no chão, para evitar vibrações no móvel.

Quem prefere manter o televisor fora de vista pode escondê-lo na porta de vidro translúcido ou espelhado do guarda-roupa. Ela serve de suporte para telas finas, com no máximo 2 centímetros de espessura, instaladas no verso da chapa.

“O peso da TV não faz tanta diferença, os modelos são muito leves hoje em dia. Mas a espessura é importante para não roubar o espaço das roupas”, afirma Victor Paladino, gerente comercial da Ornare, marca de móveis planejados.

Os fios são embutidos nos perfis metálicos que emolduram a placa de vidro. A imagem, afirma Paladino, não perde qualidade, já que o vidro utilizado reflete a luz que vem da tela.

No caso da porta espelhada, ainda há a vantagem de a TV ficar camuflada quando desligada. A solução é muito comum em quartos pequenos em que o morador não abre mão de uma cama larga. “O armário precisa ser instalado de frente para ela e aí surge o problema da televisão: onde colocá-la? A porta do móvel vira opção.”

Para escolher o tamanho ideal do televisor, o arquiteto Guilherme Torres calcula 10 polegadas para cada metro de largura do ambiente que abrigará o aparelho, depois acrescenta dez polegadas à soma. Assim, um espaço com três metros de largura, pode receber uma TV de 40 polegadas.

Já altura da televisão é determinada de forma que os olhos de quem assiste fiquem alinhados com o centro da tela. Para um sofá, o eixo ideal fica entre 1,20 e 1,50 metro do chão, afirma Louro. No quarto, é preferível que a base da televisão esteja posicionada de 50 a 70 centímetros acima do colchão.

 

Fonte: Folha de São Paulo

Compartilhe essa notícia
Leia também
Ator abre sua casa e mostra estilo moderno
Sônia Bridi tem casa sustentável no Rio
Luminária sustentável é feita de repolho roxo
Sofá em L pode funcionar como divisor de ambientes
Reforma transforma construção abandonada em casa de veraneio
Apê de designer ganha tons róseas em tudo
Restaurante em SP terá plataforma giratória
Revitalize banheiro sem quebrar nada
Casal constrói casa na floresta
Projeto brasileiro ganha prêmio em Paris