Cidades em SC cobram taxa para turistas

Publicado em 31 de dezembro de 2019 às 10:03

Curtir o Verão em algumas cidades de Santa Catarina pode ficar mais caro. É que, a exemplo de Fernando de Noronha, em Pernambuco,  e Morro de São Paulo, na Bahia, os municípios de Governador Celso Ramos e Bombinhas  irão cobrar uma taxa de preservação ambiental para os turistas.

As belas praias de Santa Catarina atraem turistas de todo o mês para curtir a estação mais quente do ano no lugar. E, como cerca de 80% de Governador Celso Ramos é área de preservação ambiental, a cidade agora obriga não morador ou proprietário de imóvel no lugar a pagar a taxa.

De acordo com a prefeitura, a pequena cidade de 14 mil habitantes chega a receber um milhão de visitantes. Com valores variáveis entre 5 e 130 reais, a administração pública municipal espera arrecadar cerca de 5 milhões de reais, que serão direcionados a ações de proteção ao meio ambiente.

“Se você adentrar a cidade e permanecer durante dez, 20, 30 dias vai pagar uma única taxa. Se sair da cidade, não é diferente dos estacionamentos de shopping, de Zona Azul, entre outros rotativos, que você sai e, ao voltar, vai ter que pagar de novo”, explicou o prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Campos.

A cobrança da taxa gerou polêmica e foi parar no Supremo Tribunal Federal, que confirmou a legalidade da cobrança.

Outra cidade catarinense que pretende seguir o modelo é a capital Florianópolis –existe um projeto de lei tramitando na Câmara de Vereadores da cidade.

Compartilhe essa notícia
Leia também
Fecomércio-DF orienta consumidores a apoiar as empresas da cidade
Pagamento de tarifa de esgoto faz parte da manutenção dos sistemas
Cidades do Nordeste são as mais procuradas para viajar em 2020
Ribeirão Preto vai indenizar morador por desvalorização de imóvel
Corinthians pode resolver problema de preservação ambiental em audiência
Sete capitais reajustam valor da tarifa de transporte público
IPTU fica mais caro em várias cidades do país
Bairro tem autorização de ligação elétrica regular negada pela Justiça
CDHU abre inscrições para sorteio de casas em cidades de São Paulo
Nova licença ambiental de Curitiba amplia geração de energia limpa